Vânia Oliveira, a artesã alagoana que ganhou título ‘mestre imortal’

A artesã alagoana Vânia de Oliveira Santos, 63, tornou-se Mestre Imortal do Brasil, de órgão ligado à Unesco – fotos: Divulgação

Kátia Vasco MACEIÓ Aos 63 anos e 38 de ofício, a artesã alagoana Vânia de Oliveira Santos tornou-se Mestre Imortal do Brasil, título conferido em setembro pela seção brasileira da IOV World (Organização Internacional de Folclore e Artes Populares), filiada à Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura). O trabalho […]

Leia Mais

Lauthenay Perdigão, o alagoano amigo de Dida com 10 mil itens sobre futebol

Capa da revista Manchete Esportiva de 1956, guardada por Lauthenay Perdigão no museu em Maceió – Arquivo Pessoal

Josué Seixas Maceió Futebol e o hábito de colecionar atraíram logo cedo a atenção de Lauthenay Perdigão. Ainda menino, tratava pedras e tampas de garrafa como se fossem bolas. Tinha grandes amigos nos rachas disputados na Praça dos Martírios, no centro de Maceió. Entre eles Edvaldo, mas ninguém o chamava assim. Era Dida, que veio […]

Leia Mais

Astrônomo amador usa praça no Ceará para aproximar moradores das estrelas

Observação pública na Praça Capistrano de Abreu, Maranguape – CE 21 de julho de 2018. Grupo Perseus, CAAMPE (IFCE – Maranguape) e CASF (Clube de Astronomia de Fortaleza). Foto: Divulgação

Ideídes Guedes Fortaleza “Esta história, que você vai ler aqui, quem me contou foi um menino que vive no futuro”. A frase de Ziraldo remete ao personagem Zélen, de O Menino da Lua, de 2006. O trecho da obra infantil poderia se referir, facilmente, a Lauriston Trindade, décadas antes. Sonhador e futurista, o cearense de 42 […]

Leia Mais

Ex-cortador de cana, alagoano já produziu 6.000 rabecas na vida

O alagoano Nelson dos Santos,79, já produziu 6.000 rabecas – Fotos: Eliene Duarte/Divulgação

Josué Seixas Maceió O menino do canavial que um dia foi Nelson do Santos sente saudade de tocar a rabeca e de receber visitas. Pelo telefone, o homem de 79 anos ainda se faz criança: conversa com alegria, cheio de histórias, e lembra que já produziu mais de 6.000 rabecas nos últimos 25 anos. Antes […]

Leia Mais

Aos 83, Chicuta mantém tradição de carros de boi em Minas Gerais

Aos 83 anos, Francisco de Paula da Costa, o Chicuta, é um dos mais velhos “carreiros” de Minas Gerais – Créditos: Donizete Oliveira/Folhapress

Donizete Oliveira MONTE BELO (MG) Segundo o dicionário Aurélio, chicuta significa bebê, criancinha. O termo também foi imortalizado na voz de Tião Carreiro e Pardinho, na canção “Ana Rosa”, em que Chicuta, um sujeito violento, mata por ciúmes sua mulher, Ana Rosa. É também um apelido comum em algumas regiões de Minas Gerais. Um desses chicutas, […]

Leia Mais

Surddy, o palhaço surdo pernambucano que se comunica por Libras nos palcos

O pernambucano Igor Rocha, o palhaço Surddy, que é surdo e se apresenta com ajuda da Libras – Créditos: Olívia Godoy-mai.19/Divulgação

Josué Seixas MACEIÓ A ideia veio há dez anos. O pernambucano Igor Rocha, então com 21 anos, assistia a uma peça e não entendia quase nada. Surdo, pensou em desenvolver-se pela arte com o apoio da Libras para quem na plateia, como ele, não podia escutar. Interessado em crescer enquanto artista, Igor investiu nos estudos. […]

Leia Mais

Poeta matuto de Alagoas, cordelista Jorge Calheiros, 80, tem 226 títulos publicados

O cordelista alagoano Jorge Calheiros mostra seu acervo de 226 cordéis – Créditos: Josué Seixas/Folhapress

Josué Seixas MACEIÓ Eram 14h de sábado e Jorge Calheiros estava com um martelo e um prego nas mãos porque precisava pendurar uma foto nas paredes de casa. Com as mãos, disse ele, precisava fazer mais do que escrever. Na mente é que guarda o talento. São 226 cordéis escritos ao longo dos 80 anos e […]

Leia Mais

A vida de Teófanes Silveira, o palhaço Biribinha, patrimônio vivo de Alagoas

Teófanes Silveira, 68, o palhaço Birinha, foi considerado patrimônio vivo de Alagoas em 2010 – Créditos: Lincon Zarbietti / Circovolante

Josué Seixas MACEIÓ Em 1958, Teófanes Silveira, baiano de Jequié, chorou em cima do palco. Tinha sete anos quando assustou-se com os olhos da multidão e o riso de outras crianças como ele na plateia. Naquele palco em Angra dos Reis, nascia o palhaço Biribinha. Chamava-se assim porque era magrinho, pequenininho e era filho do […]

Leia Mais

Amapá inicia temporada do marabaixo, a dança dos escravos que virou marca do estado

Apresentação do Marabaixo, dança típica do Amapá, com representantes dos grupos Berço da Favela, Raízes da Favela e Marabaixo do Laguinho (Alan Santos/PR)

Fernanda Canofre MACAPÁ Todo sábado de aleluia amanhece com fogos de artifício no céu da capital do Amapá e cantos de louvor à Santíssima Trindade, vindos do bairro da Favela. À tarde, ressoam os tambores, seguidos das vozes de cantadeiras que puxam versos dos ladrões –os cantos tradicionais que roubam histórias do cotidiano para colocar […]

Leia Mais

História da Revolução Paulista de 1924 emerge no rio Paraná

Balas de fuzis encontradas no interior de barcos no rio Paraná (Ismael Esmanhoto)

Airton Donizete MARINGÁ (PR) Ismael Alves Esmanhoto, 51, pequeno empresário em Santa Isabel do Ivaí, no noroeste do Paraná, comprou um barco que um pescador retirara do rio Paraná. Apaixonado por história, começou a pesquisar a origem da embarcação e descobriu que pertencera à Revolução de 1924. O advogado e professor de história Getúlio Braz […]

Leia Mais