Menina salva livros da enchente em Pernambuco e comove país

Por brasil

POR JOÃO PEDRO PITOMBO, EM SALVADOR

 

Ajoelhada em cima de uma jangada improvisada, Rivânia Rogéria dos Ramos Silva, 8, aperta a mochila contra o corpo, fecha os olhos e reza.

 

Obrigada a deixar a casa em que vive com os avós no povoado de Várzea do Una, na cidade de São José da Coroa Grande (PE), ela deixou roupas e brinquedos para trás e levou na mochila aquilo que considerava mais importante: seus livros e cadernos escolares.

 

A imagem de Rivânia abraçada à sua mochila em meio a um cenário de devastação causado pelas chuvas que fizeram transbordar o rio Una viralizou nas redes sociais e comoveu o país.

Rivânia Rogéria dos Ramos Silva, 8, com sua mochila – Crédito: Pel Lages/Divulgação

 

A foto foi tirada pelo prefeito da cidade, Pel Lages (PEN), que visitava comunidades atingidas pela chuva.

 

A Prefeitura de São José da Coroa Grande tem sido procurada por pessoas de todo o país que querem ajudar Rivânia e sua família com doações. A família ainda está providenciando a abertura de uma conta bancária para poder receber as doações.

 

A família, que mora numa pequena casa sem reboco pela qual paga um aluguel de R$ 150 por mês, perdeu móveis, fogão e geladeira. Os avós de Rivânia, Maria Ivone e Eraldo Luís, conseguiram salvar apenas a TV da casa. Na última sexta-feira (2), a família retornou à casa após o nível do rio baixar.

 

Em entrevista ao site “Blog do Tenório Cavalcanti”, Rivânia disse que teve “bastante” medo e que estava rezando, com os olhos fechados, no momento em que a foto foi tirada: “Estava pedindo para não morrer”.

 

As chuvas que atingiram Pernambuco e Alagoas na última semana deixaram 14 mortos, 51 cidades em estado de emergência e mais de 70 mil desabrigados e desalojados.