Cristo pela 40ª vez em Pernambuco, ator já se apresentou a presidentes e cineasta italiano

Por brasil

CELSO CALHEIROS

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, NO RECIFE

Há 40 anos, o drama da Paixão de Cristo, em Pernambuco, tem um Jesus Cristo cativo: o ator José Pimentel.

Com 82 anos, ele subirá ao palco nesta sexta-feira (14), mesmo tendo sido submetido a cirurgia de correção da hérnia inguinal, na qual sofreu embolia e enfisema pulmonares, além de pneumonia, que o mantiveram na UTI.

“Já estou bom”, resume, há dias da primeira de três apresentações do calvário do filho de Maria, no Marco Zero, área central do Recife.

A montagem Paixão do Recife está há 21 Semanas Santas em cartaz. No entanto, a história de José Pimentel no drama tem mais de 50 anos.

José Pimentel na pele de Cristo, durante crucificação, em cena no teatro ao ar livre em Nova Jerusalém, em Pernambuco; aos 82, ator interpreta esta ano o Cristo pela 40ª vez  – Crédito: Divulgação

Já interpretou um centurião romano e o demônio. Há tantos anos protagoniza a Paixão de Cristo que a brincadeira que mais ouve é que o próximo papel será de Matusalém, o personagem bíblico que viveu 969 anos.

A carreira de Pimentel se confunde com a Paixão de Cristo, mas começou antes. Ele foi João Grilo, na primeira montagem do Auto da compadecida, de Ariano Suassuna, em 1956. Também interpretou o herói Felipe Camarão, em A batalha dos Guararapes, superprodução nacional, de 1978.

X

PEÇA EM NOVA JERUSALÉM

E desde 1977, é Jesus Cristo, papel que por 19 anos viveu na Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, no teatro ao ar livre com 100 mil metros quadrados de área, nove cenários cercados por muralha e 70 torres de pedra.

Em 1997, relembra, foi afastado por Plínio Pacheco, idealizador do espetáculo da Paixão em Nova Jerusalém e proprietário do teatro monumental. Em 40 dias, Pimentel montou, dirigiu e protagonizou a primeira Paixão do Recife. Monta, todos os anos, na praça, aberto ao público.

Com isso, abriu um flanco no principal polo emissor de espectadores para a montagem da Paixão de Nova Jerusalém, a 200 quilômetros do Recife e por R$ 100 o ingresso de menor valor.

Sem Pimentel, atores mais jovens, a maioria da Rede Globo, assumiram o papel de Jesus, como Fábio Assunção, Herson Capri, Thiago Lacerda, Murilo Rosas e Carmo Dalla Vecchia.

Na edição atual, o ator Rômulo Neto é Jesus Cristo, e o modelo Jesus Luz é o apóstolo João.

DE DITADORES A FRANCO ZEFIRELLI

Pimentel é de outros tempos. Seu acervo de fotografias como Cristo em Nova Jerusalém tem o cantor Roberto Carlos, nos anos 70, época em que se vê o estilista Denner Pamplona de Abreu.

O ator José Pimentel com o presidente Ernesto Geisel – Crédito: Arquivo Pessoal

Alguns ex-presidentes da ditatura como Garrastazu Médici, Ernesto Geisel e João Figueiredo. Em nível estadual, foi recebido pelos ex-governadores de Pernambuco Miguel Arraes, Marco Maciel e Eduardo Campos.

Algum ator conhecido em São Paulo, com quem tenha trabalhado? “Alberto Ruschel”, traz da memória. Outro tempo.