Mito do lobisomem impulsiona candidatura a prefeito no interior da Bahia

Por brasil

ANDRÉ UZÊDA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, EM MUNDO NOVO (BA)

Localizado no centro norte da Bahia, à primeira vista, o município de Mundo Novo (a 290 km da capital, Salvador) parece apenas mais um entre os mais de 5.500 no país que elegerá seu representante neste domingo (2).

A diferença está em uma figura folclórica que, indiretamente, pode pesar na decisão que será apontada pelas urnas. Em março deste ano, numa das noites de lua cheia, um blog local registrou a imagem de um suposto lobisomem que estaria caminhando à noite pelas ruas da cidade.

Na postagem, embora pouco nítida, é possível perceber um ser estranho, de cócoras, com os braços bem maiores que as pernas, orelhas pontudas e uma corcunda saliente.

“Recebi essa foto em grupos de whatsapp com as pessoas dizendo que viram um homem uivando e parecendo um cachorro no meio do mato”, conta Agmar Rios, dono do blog que reverberou a história.

Excêntrica, a notícia rapidamente ganhou força e foi republicada em vários sites baianos. A TV Bahia, afiliada da Rede Globo no estado, também se interessou pelo assunto e dedicou parte de seu telejornal matinal para tratar da história.

Imagem do suposto lobisomem publicada por um blog local - Crédito: Reprodução Internet
Imagem do suposto lobisomem publicada por um blog local – Crédito: Reprodução Internet

Até então delegado de polícia de Mundo Novo, José Adriano da Silva, 43, gravou um vídeo de 42 segundos tranquilizando a população —reproduzido no noticiário da TV. “Tudo não passa de rumores (…) Acalmamos a população afirmando que esta criatura não existe”, disse, em um trecho da gravação.

Seis meses antes, Silva havia se filiado ao PSB (Partido Socialista Brasileiro) e disputava com outros seis candidatos de oposição a chance de disputar as eleições.

Após aparecer na televisão seu nome ganhou força e, por despontar como favorito em pesquisas internas, recebeu a indicação para concorrer numa chapa que une desde o Democratas até o PCdoB.

No entanto, o ex-delegado tenta minimizar o fato. “Não sei se tanta gente assistiu aquele vídeo assim. Nossa indicação é muito mais fruto do nosso trabalho à frente da polícia”.

Delegado José Adriano alavancou candidatura com a história do lobisomem - Crédito: André Uzêda
Delegado José Adriano alavancou candidatura com a história do lobisomem – Crédito: André Uzêda

Silva tem como adversário uma dupla formado por duas mulheres, ambas do PSD (Partido Social Democrático). A veterinária Ana Lucia, 53, é candidata a prefeita e tem como vice Izabel Conceição, 37. Elas são apoiadas pelo atual prefeito Luzinar Medeiros (PSD).

Mundo Novo possui pouco mais de 24 mil habitantes e um colégio eleitoral de 14 mil eleitores.

Na cidade, a existência do lobisomem pende para o jocoso. “Aqui é uma região de muita pecuária e vez ou outra um boi é atacado por uma onça ou uma jiboia. Mas o povo sempre acha que é lobisomem”, diz o fazendeiro Otoniel Ribeiro, 84.

“Isso deve ser uns homens que saem de casa para aprontar e inventam que o lobisomem que invadiu a casa das amantes”, brinca Eduardo Cardoso, 70, dono de um hotel na cidade.

Letreiro de Mundo Novo na parte mais alta da cidade - Crédito: André Uzêda
Letreiro de Mundo Novo na parte mais alta da cidade – Crédito: André Uzêda

O próprio blogueiro revela que, depois de publicar a história, descobriu que a mesma imagem já havia sido usada em notícias sobre supostas aparições do homem-lobo em outras partes do Brasil. “Alguém pegou da internet e disse que era daqui da cidade. É tudo molequeira”, diz Rios.