Choperia Pinguim fecha uma unidade em Ribeirão Preto (SP)

Por brasil

 

POR MARCELO TOLEDO, DE RIBEIRÃO PRETO

A rede de choperias Pinguim, tradicional em Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) e uma das responsáveis por dar o título de “capital do chope” à cidade, desativou uma de suas três unidades em funcionamento no município.

A choperia instalada no Shopping Santa Úrsula, na região central da cidade, fechou as portas no último dia 31.

O motivo foi o baixo fluxo de clientes, segundo funcionários. A reportagem tentou, por uma semana, ouvir a direção do Pinguim sobre o fechamento de sua choperia no shopping, mas não houve resposta.

O shopping Santa Úrsula informou, por meio de sua assessoria, que o espaço abrigará uma unidade da Cervejaria Nacional, instalada desde 2001 em Pinheiros, na capital.

Com isso, agora só há duas unidades da marca conhecida nacionalmente em operação em Ribeirão: uma no calçadão do centro da cidade, em funcionamento desde 1977, e outra no Ribeirão Shopping.

A unidade emblemática historicamente é a do centro. Ela opera no edifício Meira Júnior, que faz parte do chamado Quarteirão Paulista e é tombado pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Arqueológico, Artístico e Turístico) desde 1993, além de ter tombamento do órgão de preservação local.

Até 2009, existia outra unidade de frente para ela, justamente a casa pioneira. Naquele ano, ela foi desativada.

Ambas eram muito procuradas por ribeirão-pretanos e turistas, que se perguntavam se uma lenda era verdadeira: a de que existia uma serpentina que ligava a fábrica da Antarctica na cidade diretamente à choperia. Os dois imóveis distam 600 metros um do outro.

A dúvida existia porque o chope era apontado como leve e fresco, como se tivesse acabado de ser produzido.

A lenda, claro, nunca foi comprovada, mas é mais um capítulo da história de Ribeirão Preto com o mundo cervejeiro.

O INÍCIO

Embora o chope do Pinguim exista desde 1936, a fama da cidade no meio cervejeiro data do início do século passado.

Em 1911, foi inaugurada uma fábrica da Antarctica em Ribeirão, uma das primeiras indústrias instaladas na cidade e que a transformou em uma referência no interior paulista.

Foi a primeira fábrica da cerveja fora do Rio de Janeiro. A cervejaria estava interessada principalmente na qualidade da água para a fabricação das bebidas, extraída em poços artesianos diretamente do aquífero Guarani.

Trinta e cinco anos depois, em 1936, a Antarctica criou o Snooker Pinguim no centro da cidade, que deu origem à rede de choperias e à lenda.

A cidade ainda teve outra fábrica de cervejas, da Companhia Paulista, que em 1973 se fundiu à Antarctica.

A produção comercial de cerveja foi encerrada na cidade em 2003, quando a canadense Molson anunciou o fechamento da ex-Antarctica, pondo fim a uma era.

O chope do Pinguim, no entanto, continuou (e continua) sendo procurado. Com ou sem a lenda urbana.

NOVO MERCADO

À época, já existia havia sete anos na cidade a microcervejaria Colorado, de produção artesanal, que foi vendida à Ambev em julho do ano passado.

Outras marcas de cerveja artesanal surgiram em Ribeirão desde então.