Base eleitoral de ministro tem “maratona de festas” com verbas federais

Por brasil

JOÃO PEDRO PITOMBO

DE SALVADOR

A principal base eleitoral do ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB), receberá a maior fatia de verbas de patrocínio destinadas a festas no período de Natal e Réveillon patrocinadas pelo ministério em 2015.

A prefeitura de Natal, governada por Carlos Eduardo Alves (PDT), primo do ministro Henrique Eduardo, abocanhou cerca de R$ 750 mil para bancar uma “maratona” de festas entre a última semana de dezembro e a primeira de janeiro.

Deste total, R$ 343 mil foram destinados para as comemorações do aniversário da capital potiguar, que ocorrem no período natalino.

Outros R$ 307 mil foram destinados a um festival de música com dez dias de shows gratuitos com 43 atrações musicais, realizados entre 18 e 30 de dezembro.

Os recursos bancaram os cachês de artistas como Elba Ramalho, Paralamas do Sucesso, Fafá de Belém e Margareth Menezes.

Elba Ramalho encerra Festival de Música de Natal, no Rio Grande do Norte - Prefeitura de Natal/Divulgação
Elba Ramalho encerra Festival de Música de Natal, no Rio Grande do Norte – Prefeitura de Natal/Divulgação

Por fim, foram repassados R$ 103 mil para a “Festa dos Santos Reis”. No projeto, a prefeitura informa que “planeja um evento grandioso” com os shows das bandas Araketu e Cavaleiros do Forró.

Ainda houve repasse de R$ 100 mil para festa natalina da cidade de Jucurutu (RN), governada por um prefeito do PMDB, aliado do ministro.

A infraestrutura turística da cidade se resume a um hotel e quatro pousadas, com um total de 70 leitos, conforme consta no próprio projeto enviado.

PEQUENAS CIDADES

Ao todo, o Ministério do Turismo patrocinou festas em 14 cidades, num valor global de R$ 2,5 milhões, no período de Natal e Réveillon.

A maioria das verbas foi repassada para cidades pequenas e sem tradição na atração de turistas.

Em São Paulo, cerca de R$ 700 mil foram distribuídos entre as cidades de Valentim Gentil, Mira Estrela, Macedônia e Indiaporã.

Os repasses são resultado de emenda do deputado federal Fausto Pinato (PRB). Juntos, os quatro municípios têm pouco mais de 20 mil habitantes.

No Rio Grande do Sul, foi beneficiada com R$ 125 mil a cidade de Gravataí (RS), que já teve como prefeito o ex-ministro da Aviação Civil Eliseu Padilha (PMDB). A cidade vizinha de Capão da Canoa recebeu o mesmo valor.

Das cinco cidades beneficiadas com verbas para festas de Natal, apenas Lages (SC) possui uma tradição de festejos natalinos com atração de turistas.

Para o Réveillon, oito cidades receberam verbas do ministério, mas somente Prado (BA) e Balneário Arroio do Silva (SC) possuem o turismo como uma de suas principais atividades econômicas.

Entre as beneficiadas com verbas constam cidades como Aguiarnópolis (TO), Porto Nacional (TO) e Pontes e Lacerda (MT).

OUTRO LADO

Em nota, o Ministério do Turismo informou que os convênios firmados não são regidos por questões partidárias.

“Os critérios para a aprovação de convênios são técnicos e seguem as determinações da Portaria 112. O documento estabelece que apenas eventos gratuitos, considerados tradicionais e de notório conhecimento popular, podem receber apoio do ministério”, informou.

O ministério ainda informou que, ao longo do ano, “apoiou eventos em diversas localidades, não só no período de final de ano, mas para outras festividades”.