Ribeirão Preto (SP) desiste de sediar Jogos Abertos do Interior

Por brasil

MARCELO TOLEDO, DE RIBEIRÃO PRETO

Após perder um recurso judicial, a Prefeitura de Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) desistiu de sediar os tradicionais Jogos Abertos do Interior, marcados para ocorrer entre os dias 26 de outubro e 7 de novembro.

Uma decisão da Justiça vetou o uso de escolas da cidade como alojamentos dos atletas, para não prejudicar as aulas. O governo municipal recorreu, mas viu um pedido de efeito suspensivo ser indeferido pelo Tribunal de Justiça nesta segunda-feira (21).

O secretário de Esportes de Ribeirão, Layr Luchesi Junior, disse que não haveria prejuízo às aulas, porque o calendário escolar já tinha sido planejado contando com a paralisação durante os Jogos Abertos.

A estimativa dele é que o comércio de Ribeirão Preto deixe de faturar R$ 15 milhões com a transferência da competição para outra localidade. “Fora a questão esportiva, importante para impulsionar a cidade e a região.”

Sem as escolas como alojamento para os 16 mil competidores das 250 cidades participantes, a cidade não viu alternativa para hospedar as delegações.

Nem em hotéis —inviáveis devido ao alto custo— conseguiriam abrigar todos os atletas, já que Ribeirão Preto tem só 11.200 leitos, de acordo com Carlos Frederico Marques, presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes e Bares da cidade.

De acordo com a Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude, o governo recebeu a confirmação da desistência de Ribeirão e a nova sede deve ser oficialmente confirmada nos próximos dias.

O mais provável é que a competição seja disputada em São Bernardo do Campo, que tem boas condições esportivas e já estava definida como sede para a edição do ano que vem.

Ainda segundo o governo estadual, a disputa deve sofrer mudança de data, possivelmente para o fim de novembro.

Além de São Bernardo do Campo, mostraram interesse em sediar a competição Barretos, Bauru e Santos.