Aeroporto do Recife pode ganhar nome extra em homenagem a Campos

Por brasil

POR PATRÍCIA BRITTO, DO RECIFE

Um projeto de lei para batizar o aeroporto do Recife com o nome do ex-governador Eduardo Campos (1965-2014) virou alvo de protestos e gerou até um abaixo-assinado on-line, com mais de 13 mil adesões.

Pela proposta do deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE), o aeroporto será o primeiro do país a homenagear simultaneamente duas personalidades –hoje, o nome homenageia o sociólogo pernambucano Gilberto Freye.

Além disso, o empreendimento já faz referência à Batalha dos Guararapes, que ocorreu no século 17 e foi decisiva para a expulsão dos holandeses de Pernambuco.

Assim, o aeroporto passaria a ter um dos maiores nomes no país: “Aeroporto Internacional do Recife – Guararapes – Gilberto Freyre e Governador Eduardo Campos.”

Aeroporto Internacional do Recife - Infraero/Divulgação
Aeroporto Internacional do Recife – Infraero/Divulgação

A apresentação do abaixo-assinado, criado pelo internauta Carlos Lira Jr. no portal Change.org, critica a série de homenagens já feitas a Campos desde sua morte, em um acidente aéreo durante a campanha presidencial no ano passado.

O texto acusa o grupo político do ex-governador de se aproveitar “da imagem de prestígio” deixada por Campos para “batizar, de maneira incessante, o maior número possível de obras públicas com seu nome”. Na lista estão escolas, rodovias, viadutos, empresas e institutos, por exemplo.

“Os nossos representantes precisam entender que homenagem é diferente de oportunismo político. É preciso dar um basta no uso dos bens públicos para beneficiar a imagem de um partido ou grupo político”, diz o texto.

O deputado Gonzaga Patriota, autor do projeto, afirma que a homenagem é justa e que a tramitação do projeto vai continuar, pois não haveria nenhum impedimento legal. “Será que ele não merece? Quanto mais homenagens pra ele, melhor”, disse à reportagem.

Patriota também argumenta que há outros aeroportos no país que homenageiam políticos, como o Aeroporto Internacional de Salvador – Deputado Luís Eduardo Magalhães e o Aeroporto Internacional de Brasília – Presidente Juscelino Kubitschek.

“Essas 13 mil pessoas que estão achando exagero estão erradas, porque Eduardo Campos, por tudo o que ele fez por Pernambuco e faria pelo Brasil, merece muito mais”, concluiu o deputado.

O projeto de lei nº 7.937/2014 já foi aprovado na comissão de Transportes e ainda precisa ser votado nas de Cultura e de Constituição e Justiça antes de seguir para o Senado.