Eleições presidenciais recentes mostram sucesso de coligações amplas

Por brasil

PATRÍCIA BRITTO, DE SÃO PAULO

Na mira de partidos da base aliada que ameaçam não apoiar sua reeleição, a presidente Dilma Rousseff (PT) disse nesta quarta-feira (30) que será candidata com ou sem o apoio dos partidos aliados.

O problema é que em praticamente todas as eleições desde a redemocratização, os presidentes eleitos tinham mais partidos em sua coligação do que o segundo colocado na disputa.

A única exceção ocorreu em 1994, quando Fernando Henrique (PSDB) foi eleito com apoio de mais dois partidos: o então PFL (hoje DEM), de seu vice Marco Maciel, e o PTB. Naquele ano, Lula (PT) perdeu a disputa com uma coligação que tinha, além do PT, mais sete partidos.

FHC e Marco Maciel, presidente e vice de 1995 a 2002 Foto de Tuca Vieira - 28.03.2005/Folhapress
FHC e Marco Maciel, presidente e vice de 1995 a 2002
Foto de Tuca Vieira – 28.03.2005/Folhapress

Os possíveis adversários de Dilma na eleição deste ano já estão em busca de ampliar sua coligação. Ex-aliado, Eduardo Campos (PSB) já garantiu apoio de PPS e PPL.

Com a saída de Campos para disputar contra Dilma, a presidente perdeu um aliado histórico. Por outro lado, tem a palavra do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD) de que seu partido a apoiará nacionalmente.

Aécio Neves (PSDB) já tem o apoio do DEM e do recém-criado Solidariedade. Também recebeu apoios regionais de partidos que nacionalmente afirmam que estarão com Dilma, como o PMDB e o PSD do Rio de Janeiro.

Nesta semana, parte do PR na Câmara constrangeu a presidente ao defender a volta de Lula à corrida presidencial. Mas o líder da bancada, Bernardo Santana (MG), disse que manterá o apoio a Dilma se o “volta, Lula” não se concretizar.

A presidente também enfrentou desgastes com o maior partido de sua base, o PMDB, que em busca de mais espaço na Esplanada dos Ministérios, fez ameaças de rever o apoio.

Até o registro das candidaturas, em julho, o cenário ainda pode mudar. Há partidos da base aliada, como o PP, que ainda não definiram de que lado estarão.

Veja as coligações dos principais candidatos à Presidência desde a volta das eleições diretas:

2010
Dilma: PRB / PDT / PT / PMDB / PTN / PSC / PR / PTC / PSB / PC do B
Serra: PSDB / DEM / PTB / PPS / PMN / PT do B

2006
Lula: PT / PRB / PC do B / PL
Alckmin: PSDB / PFL

2002
Lula: PT / PL / PC do B / PMN / PCB
Serra: PSDB / PMDB

1998
FHC: PSDB / PFL / PPB / PTB / PSD / PSL
Lula: PT / PDT / PSB / PCB/ PC do B

1994
FHC: PSDB / PFL / PTB
Lula: PT / PSB / PC do B / PSTU / PCB / PPS / PMN / PV

1989
Collor: PRN / PSC / PTR / PST
Lula: PT / PSB / PC do B